Chat Feminino
Viagem

Viagens X Compras

Ah eu preciso desabafar, porque coisas como essa ficam presas assim na minha garganta e se eu não falar eu explodo. Então amiga leitora, senta que lá vem chorume.
Sempre que volto de viagem, especialmente do exterior (duas viagens pra terra do tio sam em um ano, viva eu), cheia de casos e amor pra dar, querendo quase transportar as pessoas pra viagem comigo e falar dos micos, da comida, do que eu vi e de como eu me senti ouço a seguinte pergunta: “comprou o que?“.
Nesse momento fatídico e que eu sei que vai acontecer, me sobe no peito uma raiva e uma tristeza tão grande que eu acabo respondendo de uma forma tão grossa que depois até me arrependo: “não viajo pra comprar“. Bem seca e chata mesmo.

Mas me entendam amigos, não sou uma pessoa tão chata assim, mas você passa sei la, 8 dias fora, vivenciando outra cultura e vendo pessoas tão diferentes de você, locais que todo mundo vê na tv/cinema e você tá ali, vivenciando, e nego vem perguntar o que djabo eu comprei? PLMDDS NÉ!!!

Não que eu não compre, eu compro sim tá gente, eu vou às lojas, eu faço lista de coisas que quero trazer, mas coloco sempre acima o passeio, a viagem. O que eu quero fazer/conhecer fica sempre em primeiro plano e vou encaixando o consumismo (que sim, habita em mim) entre essas atrações imperdíveis.
Sim, eu gastei uma nota pra ver o Rei Leão, que dava muito bem pra trazer várias maquiagens ou roupas, mas eu preferi assistir o espetáculo, porque?
Porque a roupa a gente compra outro dia (ou não), mas a experiência que a gente leva daquele momento fica pra sempre com a gente.

Eu viajo pelo abestalhamento, por ter o prazer de me encantar com o novo e o diferente. Por lembrar do arrepio que foi ao subir as escadas do metrô em NY e dar de cara com a Times Square pela primeira vez, por ver o Hollywood Sign em LA e pensar: “cara eu to aqui mesmo” ou por ir ao Cristo Redentor no Rio e ficar olhando embasbacada para aquela paisagem linda e pensar como eu sou uma pessoa sortuda por poder ter esses momentos na vida.

Eu viajo pra comer a comida de rua e ver que sim, dá pra comer bem em qualquer canto, pra provar as coisas estranhas e ruins, conhecer pessoas diferentes e até conversar sobre política e futebol no metrô com um estranho.

Os bens materiais um dia se acabam, estragam, quebram, mas as experiências e a renovação de alma que você consegue após uma viagem são suas para sempre.

Por mais “como foi a viagem?” e menos “o que você comprou?”, vamos rever esses valores gente.

Beijinhos

Todas as fotos do post foram tiradas de posts meus de alguma viagem que fiz.

You Might Also Like...

15 Comments

  • Reply
    Jullyanne
    3 de setembro de 2014 at 3:25 pm

    Concordo, as lembranças que trazemos pessoais, pelo menos pra mim são muito mais valiosas que só fazer compras, mas só pra não perder a piada e porque esqueci de perguntar: comprou o que? HAHAHAHAHAHAHA

    • Reply
      Nary
      3 de setembro de 2014 at 3:26 pm

      Mas é lerda. huasuhahusauhshuauhsauhs

  • Reply
    Aninha
    3 de setembro de 2014 at 4:32 pm

    Concordo plenamente com você!
    As experiências são para sempre! E o sentimento permanece… Até hoje, quando lembro de alguma viagem que fiz, sinto uma alegria enorme, vem aquele sorrizinho quando lembro da Torre Eifel, não da Sephora hahahaha E olha que também adoro uma comprinha hein
    Cultura enriquece!
    bjinhos

    • Reply
      Nary
      4 de setembro de 2014 at 4:20 pm

      No dia que eu for a Paris eu tenho certeza que eu vou morrer de chorar na frente da torre. hahahaha

  • Reply
    Isabele de Paula
    3 de setembro de 2014 at 10:15 pm

    As pessoas nao estão interessadas em consumir cultura.

    • Reply
      Nary
      4 de setembro de 2014 at 4:20 pm

      O que é uma pena. :(((

  • Reply
    Yasnaya
    4 de setembro de 2014 at 3:14 pm

    Como é bom ler isso. Penso da mesma forma, o que vale é a experiência acima de tudo. Sabe, ninguém é o mesmo depois de uma viagem.

    Muito legal, adorei, adorei.

    • Reply
      Nary
      4 de setembro de 2014 at 4:19 pm

      Que bom que gostou do texto!
      Viajar realmente nos muda muito =**

  • Reply
    Eve
    4 de setembro de 2014 at 3:41 pm

    Olá, Nary!
    Super concordo com o que você escreveu! Fazer compras é muito bom, claro. Fiquei doida com a Forever 21 gigante da Times Square, por exemplo… rs Mas não se compara a respirar uma nova cultura, novas pessoas, novas sensações. É demais estar num lugar diferente do que você vive. Dá para aprender tanta coisa… Agrega valor, conhecimento…
    B-jos!

    • Reply
      Nary
      4 de setembro de 2014 at 4:20 pm

      A Times é maravilhosa ne?
      Acredita que eu só entrei na F21 uma vez e super rápida?

  • Reply
    Sexta Básica - BramareBramare
    5 de setembro de 2014 at 2:59 pm

    […] – Qual seu objetivo na hora de fazer as malas e rodas o mundo? Compras ou conhecer novos lugares e culturas? A Nary do Chat Feminino desabafou sobre esse culto ao consumo que está deturpando o prazer de viajar. […]

  • Reply
    Karla Larissa
    8 de setembro de 2014 at 10:26 am

    Acredite se quiser quando eu retornei da Volta ao Mundo, depois de 220 dias e 20 países, a pergunta que mais ouvi foi: comprou o que? Quando eu dizia que nada, ainda teve gente que disse: e viajou pra que? Dá para acreditar? Mas essas pessoas que pensam que viajar é só comprar acabam viajando quando muito uma vez por ano porque gastam o que tem e o que não tem em compras. E eu que mal trago um souvenir, posso me dar o prazer de viajar mais justamente por economizar essa grana. :)

    • Reply
      Nary
      8 de setembro de 2014 at 2:26 pm

      Pq a pessoa vai rodar 20 países e vai trazer as muambas do mundo todinho né? Esse povo é muito sem noção!

  • Reply
    Ana
    9 de setembro de 2014 at 9:39 am

    Toca aqui, Nary!
    Eu tb sou das que deixa as compras em último lugar, sou mil vezes mais gastar meu tempo conhecendo melhor o lugar e voltar de mãos abanando do que me encher de roupa nova e depois não saber nem responder qual o costume do povo do lugar na hora do almoço. Hahha.
    Quando voltei de Buenos Aires, sem comprar nem um batonzinho que fosse, ouvi de todo mundo que eu devia ter gasto um tanto por lá. E tive que responder que não gastei pq simplesmente não entrei em muitas lojas pra comprar, só pra xeretar. Haha.

    O que a gente traz de mais gostoso das viagens são as lembranças, tá na hora das pessoas aprenderem isso.

  • Reply
    Quando o ter passou o ser | Chat Feminino
    11 de abril de 2016 at 4:39 pm

    […] e cada volta da viagem eu percebia uma pergunta mais frequente: “e aí comprou o que?” Eu já até fiz um post sobre isso aqui, mas cá estou eu novamente batendo nessa […]

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.