Chat Feminino
Livros

Para Ler: Millennium ‘ Os Homens que Não Amavam as Mulheres’

Foi uma maratona de 2 dias de leitura e mais de 500 páginas lidas avidamente. No fim, fiquei sem fôlego.
Os homens que não amavam as mulheres (The Girl With the Dragon Tattoo) não deveria ter esse título em português, deveria ter ficado com o original, a menina da tatuagem de dragão. Lisbeth Salander. Moça frágil, problemática, porém muito perspicaz e inteligente. Encoberta por tatuagens (a maior, um dragão nas costas), piercings e muitas vezes escondida por trás de um batom preto e roupas surradas. Uma menina magra esquelética com 24 anos e aparência de 15. O estereótipo de alguém com sérios problemas mentais, e assim ela era tratada. Me encantei com Lisbeth, tomei as dores dela e sofri junto com o silêncio velado da personagem.
De pano de fundo (ou em evidência, vai depender do enfoque da sua leitura) a revista Millennium, Mikael Blomvisk, jornalista econômico que é contratado por Henrik Vanger (patriarca do clã Vanger, família rica Sueca que detém um império industrial quase falido) para tentar desvendar a morte de sua sobrinha-neta Harriet Vanger.


No desenlace da história Mikael e Lisbeth se veem trabalhando juntos para desvendar o tal crime e descobrem histórias de crimes hediondos cometidos ao longo de 40 anos por toda a Suécia. Encontram também, muitos homens que não amavam as mulheres.
O livro tem uma trama envolvente e apaixonante, com descrições apuradas, que nos fazem mergulhar de cabeça na história e viver todo o suspense junto dos personagens. Além de possuir descrições extremamente fortes e violentas.
Ele faz parte da trilogia Millennium, escrita por Stieg Larsson, que também contém os títulos: ‘A menina que brincava com fogo‘ e ‘A rainha do castelo de ar‘. Já estou em busca dos outros títulos e o mais rápido possível irei ao cinema assistir o filme, que ainda está em cartaz.
Aos leitores amantes de suspense, é uma leitura maravilhosa.

Beijinhos

You Might Also Like...

3 Comments

  • Reply
    Natália Linhares
    25 de fevereiro de 2012 at 11:49 pm

    Queria que o resto da trilogia esstivesse no mesmo nível que “Os Homens Que Não Amavam As Mulheres”. Não são ruins, mas não é a mesma coisa. De qualquer forma, assista tb à versão sueca. =)

  • Reply
    Vanessa
    20 de março de 2012 at 4:14 pm

    Nary, acabei de ler o livro recentemente e também adorei. Comecei a ler o segundo, e ao contrário da Natália, estou gostando ainda mais do que do primeiro.
    Eu tenho uma cisma enorme com essa história de sempre traduzirem os livros e filmes para o português com um título diferente do original, mas dessa vez não foi isso que aconteceu, o título em inglês “The Girl with the Dragon Tattoo” é que foi mudado. O título original do livro, que foi escrito em sueco, é “Mín Som Hatar Kvinnor” ou “Os Homens que Odeiam as Mulheres” (segundo o google tradutor, kk). Bem mais próximo do brasileiro \o/

    • Reply
      Nary
      20 de março de 2012 at 4:52 pm

      Vanessa,

      não sabia dessa informação sobre o nome do livro. ;D Obrigada!!!

      bjs

Leave a Reply