Chat Feminino
Viagem

Guia de Viagem: Jericoacoara/CE

Recentemente viajei à Jericoacoara/CE e resolvi montar pra vocês um mini guia de viagem pra orientar quem tá planejando ir pra lá (Oi Loló!) e contar dicas do local. Longe de mim ser expert em viagens mas acho legal dividir as impressões sobre um local visitado afinal, informação nunca é demais. Separei o post em tópico pra ficar mais fácil.

Chegando lá
Jeri (intima já) fica a 300km de Fortaleza/CE e para chegar lá existem algumas opções: Transfer de van, 4×4, helicóptero (riqueza!) ou a opção que eu e meus amigos fizemos: alugamos um carro e fomos até Jijoca (cidade vizinha à Jeri) e de lá pegamos uma Jardineira (quase um pau de arara) até Jeri pois lá não se chega de carro pequeno porque as ruas não são calçadas. Chegando em Jijoca pode-se ir pra Jeri de pau de arara ou de Jardineira da empresa FretCar, e quem vai de carro pode deixar o veículo em um dos muitos estacionamentos privados da cidade (os moradores transformam suas garagens em estacionamento e cobram por diária). Pagamos R$10,00, cada um, o transporte e R$5,00 a diária pra guardar o carro.

Hospedagem
Ficamos na pousada A Estrela D´alva, uma pousada com preços ótimos, café da manhã honesto, quarto com ar condicionado, internet wi-fi, tv e geladeira no quarto e relativamente perto da praia. O ponto contra da pousada foi que nosso quarto teve duas visitas bem inesperadas: um sapo (pra meu chilique e total stress) e uma aranha caranguejeira, mas creio que não seja exclusividade da pousada que ficamos, Jeri é um local rústico e deve acontecer isso nas outras pousadas também.


Estrada de areia fofa

Jeri
Jeri é Área de Proteção Ambiental e desde 2002 é Parque Nacional o que restringe bem muito a novas construções e modernização do local, ou seja, nada de asfalto ou ruas de paralelepípedo, é tudo na areia e foi carinhosamente apelidada de atoleiro de pessoas (tem locais em que a areia é mais fofa, dificultando um pouco a caminhada). A cidade também não tem postes de iluminação e à noite as luzes que vemos são apenas as dos estabelecimentos comerciais abertos. Muitos dos sites que pesquisei antes de viajar recomendavam levar lanterna, não levamos mas não tivemos problemas em relação à isso.

Lagoas
Fizemos um passeio de buggy pelas três lagoas famosas do local: Lagoa Azul, Lagoa do Coração e Lagoa do Paraíso e também passamos pela Praia do Preá e pelas dunas do local com direito a paradas para banho de lagoa, almoço e muuuitas fotos.
Vale a pena fazer um passeio desses e antes de tudo pesquisar se o bugueiro é licenciado e se o passeio cobre todas as regiões pois alguns não fazem. Nosso passeio começou 9h da manhã e terminou quase 16h, valeu muito a pena!


Pedra Furada
Cartão postal de Jeri. Uma pedra enorme e furada, na beira da praia. O acesso é a pé (carros não passam, nem buggys ou 4×4), de charrete ou cavalo. Fizemos o passeio a pé após o passeio de buggy e eu particularmente fiquei bem frustrada pois o acesso é por uma trilha cheia de subidas, se já estávamos cansados do dia inteiro rodando, ficamos mais ainda. Andamos muito (mais de 30 minutos) e quando chegamos para avistar a pedra, a vista do local compensou mas não tive coragem de descer pra praia e ver a pedra de perto. Recomendo a ida de charrete ou cavalo, deve ser bem menos cansativa, heh.

Balada
A noite da cidade é relativamente tranquila, alguns barzinhos poem música ao vivo e muitos ambulantes ficam na rua principal vendendo suas caipifrutas. Recebemos alguns flyers de forrós mas não procuramos. Quem conhece Pipa aqui no RN e quiser uma comparação, a noite de Pipa é bem mais animada e badalada.

Por do sol
O sol se põe na água, um espetáculo lindo de se ver, então no fim da tarde uma galera ruma à duna da praia principal para apreciar a vista. Só tomem cuidado com o vento, que é bem forte e carrega muita areia, recomendo ir de óculos escuros. E nessa brincadeira de tirar fotos entrou areia na minha cam e travou uma pecinha. =/


Alimentação
Recomendo muito o restaurante da boneca, localizado na rua principal. Comemos lá um prato grande com acompanhamento e batata frita e saiu por menos de R$15,00 por pessoa, muito bom! A cidade também possui muitas pizzarias, comi na Pizzaria Banana e gostei muito do sabor da pizza. Não provamos outras opções de comida pois passamos num mercadinho e compramos guloseimas pra passar o dia beliscando.

Compras
Tem muitas lojinhas de artesanato lá mas vou ficar devendo informações maiores porque eu não fiz uma única compra lá, pasmem!

Dicas:
Não leve sapatos fechados nem saltos, não há necessidade. Rasteirinha e havaianas já bastam.
Óculos escuros sempre, tanto pra proteger do sol quanto do vento que carrega muita areia pros olhos.
Senti falta de presilhas pra prender a franja, vale levar.
E no mais, aproveitem!!!

Se quiserem ver outro relato da mesma viagem, um amigo escreveu em seu blog sobre.

Beijinhos

You Might Also Like...

2 Comments

  • Reply
    Isaac
    7 de outubro de 2011 at 10:08 am

    Muito bom, viu?! Excelente guia, mochileira =D

  • Reply
    Raquel
    19 de maio de 2012 at 9:05 am

    Tive o prazer de conhecer esse paraíso chamado Jericoacoara na semana passada. Não recomendo ir de carro de passeio até Jeri, o trajeto de Jijoca até Jeri é de areia fofa. Recomendo deixar o carro no estacionamento do Joel [(88)9926-6220], ele também faz transfer para Jeri em uma hilux 4×4. A pousada Recanto do Barão é ótima e bem localizada na rua do forró, o gerente é super atencioso, recomendo.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.