Chat Feminino
Cinema

[Cinema] – Insurgente

Divergente não é minha trilogia distópica favorita, prefiro Jogos Vorazes, mas ainda assim curto muito a história da Chicago futurista criada pela Veronica Roth e essa semana fui ver o segundo filme da saga: Insurgente e hoje vim contar o que achei dele.
Insurgente

Insurgente não é o meu livro favorito da saga, começo logo por aí, ele é aquela parte meio chatinha porém necessária para o desenvolvimento da história. Traz uma carga política muito grande e uma Tris meio nervosa/preocupada com as pessoas que estão ao seu redor. Como o livro é contado do seu ponto de vista, a gente sente aquela angústia junto dela, de todo mundo perto dela morre e ela se sente bem culpada por isso.

O filme começa logo onde o outro termina, poucos flashbacks (os que aparecem são vividos em sonho pela Tris), e traz Jeanine (Kate Winslet) como bicha má da história. Ela culpa os divergentes pelo ataque na Abnegação e eles se separam pra meio que sobreviver mesmo.
Insurgente
Infelizmente a história tem pouca ação, o que faz com que seja esse um filme mais “parado” digamos assim. Mas ele traz revelações interessantes do passado de Quatro, mostra que Caleb é para sempre um bundão medroso e que as pessoas podem sim ter atitudes boas.

Enquanto Tris e Quatro tentam se acertar (eta casal confuso minha gente!) fica lá rolando a guerra. Ela tentando sobreviver, tentando ser suicida louca porque acredita que se morrer todo mundo fica bem e ele correndo atrás dela: meu amor não se vá preciso de você. hahahaha

Na história você também conhece Evelyn (Naomi Watts), a mãe que Quatro, que você fica bem em dúvida se ela é uma pessoa boa ou apenas uma egoísta tentando sobreviver. Mas não somos todos assim?
Insurgente
O filme tem duas horas mas pra mim passou super rápido, quando vi tava perto de acabar já. O que é bom porque odeio filme arrastado.
Achei Insurgente um pouco mais fraco que Divergente, talvez seja pela história mesmo, mas o final foi ó: FODA! Saí do cinema querendo ver logo o final da saga.

Os pontos altos do filme:
As cenas de simulação.
Tem também as cenas que Jeanine é um vaca e você tem vontade de entrar no filme e esganá-la. Kate Winslet tá sensacional como vilã.
A sequência de luta no trem.

Pontos fracos:
Algumas cenas tem um chroma key super, mega, master falso. hehee Mas a gente releva!

Pena que vai demorar muito pra que os outros filmes vão pro cinema (vão dividir Convergente em dois). :( Fico aperriada esperando que a história termine logo! hehehehe

E ah, o filme é uma adaptação do livro, então, tem coisa diferente sim.

Resenhei os três livros aqui no blog:
Divergente
Insurgente
Convergente

Beijinhos

You Might Also Like...

1 Comment

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.