Chat Feminino
Saúde

[Diário da Dieta] – Como está o Desafio Sálvia Saúde

Pra quem não sabe ainda, estou participando de um projeto de mudança de vida, o Desafio Sálvia Saúde.

Diário da dieta
Foto:
Shutterstock

O desafio é um projeto de seis meses, na qual euzinha sou a participante e durante esse tempo estou sendo acompanhada por nutricionista, personal trainer, psicóloga, academia e apoio de um monte de gente bacana. Pra saber melhor sobre o desafio, fiz um post aqui no blog sobre isso.

Passaram duas semanas e eu vim escrever aqui pra contar pra vocês um pouquinho de como está sendo esse processo. Minha meta é escrever aqui semanalmente, mas nem sempre dá, mas se vocês quiserem acompanhar mais a fundo, o projeto tem um blog, lá escrevo bem mais coisas e mais detalhadamente também.

Vou separar esse post em tópicos, assim fica mais fácil ;)

Alimentação

A nutri tirou glúten, lactose e açúcar. Meu corpo precisa desinchar e o glúten é altamente inflamatório, sabiam? Como meu corpo está cheio de lesões a tirada dele também ajuda nisso. Primeira vez que vi a dieta pensei: agora lascou!
Mas depois de duas semanas a pior parte ainda é o fim de semana, quando sempre dá vontade de sair comendo todas as porcarias do universo, mas to buscando alternativas saudáveis e práticas pra não sair da dieta. Até pizza com massa de crepioca eu já inventei! A necessidade é a mãe da inventividade viu?
A alimentação na semana é tranquila, os almoços eu faço quase todos na Flor de Sálvia, super parceirona do projeto e que tem um prato mais saboroso que o outro e tudo lá é funcional. Os jantares eu invento e me saio bem.

Exercício Físico

Comecei a nadar no mar na primeira semana do projeto e tem sido uma atividade mais cansativa do que imaginei. Para flutuar no mar é mais difícil e você acaba fazendo bem mais esforço para se movimentar que na piscina, assim, gasta mais calorias. Saio morta de cansada mas bem feliz e ainda tenho a vista para recompensar.
Sexta passada comecei o pilates e tenho certeza que vai ser um desafio à parte, ele vai focar na flexibilidade, respiração e na minha postura, três coisas que preciso muito melhorar! A aula parece fácil mas não é, cansa e você sai mortinho da silva. Mas to animada, pelo menos não to me exercitando numa academia (por enquanto) e to fazendo coisas diferentes. :)
Uma coisa que aprendi e repasso: faça um exercício que te faça feliz! Isso faz toda a diferença.

As lesões

Eu tenho algumas lesões pelo corpo:
– Tendinite nos pulsos
– Tendinite nos pés e calcanhares
– Condromalácia patelar nos dois joelhos
– Tendinite no ombro
– Dores fortes na lombar

Tudo isso tem sido trabalhado na natação e vai ser trabalhado no pilates. Preciso de fortalecimento antes de ir de fato para a academia e preciso focar em melhorar das lesões. Claro que com a diminuição do peso, o impacto diminui e elas doerão menos. É um processo lento e sim, ainda sinto dores, mas vou levando e confio que estou sendo bem orientada. ;)

E a psicóloga?

Sim, tem terapia nesse processo todo também. Mente sã, corpo são. Não é uma coisa fácil e simples, mas a terapia vai ajudar a focar nos resultados e entender o processo de apego ao alimento que eu sei que tenho. Está sendo interessante e diferente ao mesmo tempo.

Ufa, acho que já escrevi muito né?!
Acompanhem o instagram do projeto, lá eu posto diariamente!

You Might Also Like...

4 Comments

  • Reply
    Chell
    21 de julho de 2015 at 4:16 pm

    Eu to acompanhando tudo =D principalmente SnapChat =D

    • Reply
      Nary
      22 de julho de 2015 at 8:51 am

      Aee! <3 Brigada amoree :*

  • Reply
    Vy
    21 de julho de 2015 at 8:49 pm

    Acho que já falei no blog, nosso maior problema (na sociedade) é a forma como nos relacionamos com a comida. Comida tem que ser algo bom sim, mas não pode ser uma muleta. Lendo eu percebi que tenho muita fixação por comida e tenho que me policiar, senão sai fora do controle sem eu perceber mesmo, o que é muito maluco. Acho que o mais difícil de qualquer dieta é essa parte psicológica de entender o papel da alimentação nas nossas vidas. E entender que grande parte dessa coisa de dieta é nossa própria vontade de mudar, de saber que somos capazes de nos controlar e atingir quaisquer objetivos que queiramos obter! Logo essa coisa de comer saudável fica mais natural e você esquece. Hoje em dia eu até tenho vontade de verdade de comer salada (do meu jeito, claro)! Em 6 meses você vai ver, vai virar hábito, não vai ser esforço nenhum, e essa será a melhor parte ;)

    E acho que você tem sorte de poder fazer natação no mar! Coisas na água me deixam feliz! Muito mais divertido! Pilates é bom também, eu reclamo mas gosto (pena que vou ter que parar por causa da viagem). Vou querer ver os exercícios mais punks ao longo do tempo, hein!

    • Reply
      Nary
      22 de julho de 2015 at 8:40 am

      É bem isso que você disse, a gente usa a comida como muleta. Por isso tá sendo importante pra mim ter uma psicóloga que me ajude a encarar isso e a transformar a comida em alimento e não em muleta ou compensação.

      Vou fazer exercícios mais punks sim, assim que fortalecer minha musculatura eu começo na malhação! Vamos ver! hahahaha

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.