empoderamento Archives | Chat Feminino
Navegar por Tag

empoderamento

Comportamento

GLOW, anos 80 e empoderamento feminino

A Netflix é uma metralhadora de lançamento de seriados e recentemente entrou para a grade do serviço de streaming GLOW – Gorgeous Ladies on Wrestling, um seriado sobre empoderamento, anos 80 e luta livre. De primeira GLOW não me chamou muita atenção, mas assim que me vi sem seriado para assistir (e enjoada dos que tão na lista) resolvi dar uma chance e olha, me surpreendi.

Seriado GLOW - Netflix

GLOW é inspirada na história real da liga feminina da luta livre dos Estados Unidos. Na série vemos os bastidores de um programa de luta livre feminina protagonizado por atrizes (ou aspirantes) em Los Angeles. Com apenas quatro homens no elenco, GLOW tem um protagonismo feminino excelente, inclusive, é produzida pelos mesmos produtores de Orange is The New Black, outra série Netflix com mulheres protagonistas.

Trazendo os clichês dos anos 80, os looks pitorescos e cabelos estranhos, GLOW traz à tona várias questões enfrentadas pelas mulheres daquela época (e e hoje ainda, acredite) com uma desconstrução exemplar. Mulheres fortes, que aprendem a subir no ringue e lutar, enfrentam os familiares para isso, os maridos, divórcio, aborto, drogas e bebidas. Tem drama para todo mundo, com o homem de expectador e a mulher como foco da história.

Enquanto mulheres são muitas vezes marginalizadas nos seriados, retratadas como donas-de-casa sorridentes, mocinhas apaixonadas incuráveis, em GLOW vemos mulheres fortes e dedicadas, protagonistas de suas histórias e elevando o Girl Power à décima potência. O seriado é sobre elas e isso é ótimo.

Seriado GLOW - Netflix

O interessante é que a história acaba revertendo os clichês, especialmente o da luta livre como um espaço dominado por homens, e traz leveza e diversão para o espectador. Com um pano de fundo completamente pitoresco, característica maravilhosa dos anos 80, acompanhamos a evolução das personagens, de mulheres comuns à lutadoras.

Divertida, leve e com alguns toques de drama, GLOW é irreverente, brilhosa e muito boa. Tudo isso acompanhado de uma trilha sonora maravilhosa, que passa pelos melhores clássicos musicais da década. ;)

 

Já assistiu o seriado? Conta pra mim nos comentários o que você achou.

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook

 

Comportamento

O caminho para o amor próprio é longo

Se amar está na moda. As pautas de empoderamento, aceitação e auto estima estão em foco nas mais variadas mídias. Pessoas e marcas incentivam a auto aceitação, o empoderamento, o se ame do jeito que você é e eu particularmente acho isso lindo, mas um tanto perigoso.

Amor próprioFoto: Shutterstock

O amor próprio nunca nos foi ensinado, nós mulheres sempre olhamos para nosso corpo enxergando defeitos, fomos ensinadas a estarmos insatisfeitas com o que vemos em frente ao espelho. Não estamos prontas nunca e a indústria, as revistas e a grande mídia lucram com isso. Mas porque então é perigoso essa onda na contramão que tenta nos mostrar que nós devemos nos amar independente de qualquer coisa?

Porque no meio de toda essa energia positiva quanto ao amor próprio, pouco se fala do longo e tortuoso caminho que é aceitar cada pedacinho do seu corpo, cada ruga, cada celulite, cada estria e cada pedaço de pele sobrando pela calça, pela alça da blusa ou pelo biquini. Como são torturosas as horas se olhando no espelho e tentando encontrar a beleza que está ali mas que não estamos acostumadas a perceber.

Se amar é lindo e transformador, mas não é da noite pro dia que essa transformação na sua vida acontece, não é uma chave que você liga e “plim” chegou o amor próprio. É preciso paciência, desconstrução e muita resiliência.

É preciso cair algumas vezes, se entristecer, mas resistir e continuar no caminho, porque apesar dele ser doloroso, a recompensa que ele traz vale a pena.

Então, não se culpe por não se amar por completo, mas siga tentando.

 

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook