cabelos cacheados Archives | Página 2 de 3 | Chat Feminino
Navegar por Tag

cabelos cacheados

Cabelos

Transição Capilar – Tentando novamente

Se você me segue no instagram (segue aí menina!) já sabe que estou passando pela Transição Capilar mais uma vez. Ano passado eu falei sobre o assunto por aqui e expliquei como é o processo da transição e depois de alguns meses escrevi um post de como a transição tinha afetado minha autoestima negativamente e que eu tinha alisado os fios novamente. Acontece que mais ou menos em julho/2017 eu decidi que não alisaria mais, iria deixar sair toda a selagem dos meus fios para ver como eles são naturalmente e aí embarquei de novo na transição capilar. 

Eu estava há alguns meses ensaiando fazer esse post aqui, pra compartilhar com vocês como está sendo todo esse processo e pretendo fazer disso um diário da transição capilar, pra deixar tudo documentado e ajudar eventualmente quem esteja passando por isso.

Transição capilar e o cabelo ondulado

Pra começar, sugiro que leia esse post aqui que fiz sobre o cabelo ondulado, ele explica direitinho todas as particularidades das onduladas, que ficam ali entre as lisas e as cacheadas. Os fios ondulados não formam efetivamente cachos e possuem muito frizz e parece que na transição o frizz triplica sabe? Eu finalizo o cabelo, saio de casa e parece que a estática do mundo inteiro tá nos meus cabelos, de tão arrepiados que eles ficam.

Outra coisa que acontece com as onduladas é a famigerada falta de day after e parece que na transição isso também potencializa. Durante esses meses, eu tive dois ou três bons day afters e só. O que acontece é que a química do meu cabelo ainda é muito pesada frente aos produtos que uso pra dar definição, então geralmente no dia depois que lavo a franja e a parte de cima dos fios alisa totalmente e a parte de dentro do cabelo, que ninguém vê, fica ondulada.

Com essa falta de bons day afters eu fico meio desestimulada às vezes, tanto que tem dia que nem finalizar ele ondulado eu faço, passo apenas um creme de pentear e deixo ele secando naturalmente. Daí a franja e a parte de cima do cabelo que ainda tem muito alisamento ficam super lisas e por dentro ele ondula, o que me dá um volume meio estranho.

Curiosamente hoje meu cabelo deu um day after bem interessante, onduladinho, e como a franja é uma coisa que nunca consigo manter bonita nessa vida, prendi, olhem só:

Transição capilar o cabelo ondulado

Duas texturas, dá pra ver bem que tá cheio de fio liso pelo meio

 

Transição capilar e a busca pela finalização “perfeita”

Eu confesso que já desisti de tentar uma finalização que me deixe maravilhosamente ondulada/cacheada, porque consegui exatamente duas vezes e uma delas nem fui eu quem finalizei, foi Amanda (que escreve aqui no blog). A gente foi num evento da Bioextratus conhecer a linha de cachos deles e ela fez uma finalização em mim bem estruturada, que me deixou apenas lindíssima (e convencida também):

Transição capilar e o cabelo ondulado

A quem interessar possa, ela usou a manteiga meus cachos de cinema da embelleze, fez fitagem e secou com difusor. Demorou aproximadamente uma hora o processo, me deu um dos únicos day afters mencionados lá em cima e fiquei me sentindo pleníssima. Será que no final da transição meus fios vão ficar assim?

Transição capilar e big chop

Big chop significa grande corte, que é retirar toda a parte de química restante depois de alguns meses de transição. Eu não fiz big chop e nem pretendo fazer. O que fiz foi começar a cortar aos poucos partes da química, pra não ter um impacto tão grande na minha autoimagem.

Em novembro do ano passado eu cortei os fios na altura dos ombros em Nalva Melo, mesmo lugar que Amanda fez o corte dela (e contou sobre isso nesse post aqui). Foto do dia do corte:

Transição capilar e os cabelos ondulados

Pretendo ir cortando aos poucos, agora já tem muita química pra tirar, acho que daqui a uns dois meses no máximo cortarei novamente.

Cada transição é diferente e paciência é a palavra chave pra passar por esse processo sem surtar. Eu tenho tido mais paciência e calma do que imaginei que teria, felizmente, porque a primeira vez que tentei a transição ano passado não estava preparada e acabei alisando. Não me arrependo de ter alisado, agora estou passando pelo processo de uma forma mais tranquila, cuidado demais dos meus cabelos e descobrindo todos os dias uma mudança, uma textura, uma forma nova de cuidar dos meus fios. É uma descoberta interessante e ao longo do tempo venho fazendo mais posts sobre isso aqui!

No instagram, eu criei uma hashtag chamada #transiçãodanary, clicando aqui, você também pode me acompanhar por lá os meus posts rápidos sobre o assunto. ;)

 

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook |

Transição capilar e os cabelos ondulados
Cabelos

Desvendando o cabelo ondulado

Ano passado Amanda fez um post aqui sobre os tipos de curvatura de cabelo, mostrando cada um e dando as características deles e hoje eu vim me aprofundar em uma das curvaturas, a tipo 2, que engloba os famigerados cabelos ondulados. Não contei aqui, mas voltei para a transição capilar e com isso voltei a pesquisar sobre os tipo 2 (meu tipo de cabelo) e hoje vamos fazer um desvendado o cabelo ondulado!

O intuito desse post é esclarecer várias dúvidas que vejo que as onduladas tem e trazer dicas para ajudar a lidar com esse cabelo que é algumas vezes esquecido pelas marcas e pouco falado.

 

Seu cabelo não é indefinido, é ondulado

Quando eu era adolescente, sempre dizia que meu cabelo era nem, nem liso nem cacheado e muitas vezes eu dizia que ele era indefinido, como se ele não soubesse o que ele é, mas na verdade ele é ondulado! Ele pode ter a raiz mais ou menos lisa e formar ondinhas em todo o comprimento.

O ondulado geralmente tem mais frizz, define menos e possui bem mais volume. Como falado no post só sobre a curvatura, o cabelo ondulado se divide em três:

cabelo ondulado tipo 2

2A: O tipo 2A tem a raiz mais lisa dos três tipos e as ondas geralmente são mais largas. Algumas pessoas podem até confundir ele com o liso, mas se existe a ondulação, é ondulado. ;)

2B: Também tem a raiz lisa e as ondulações são em formato “s” ao longo do comprimento.

2C: Possuem ondas em formato tipo “s”, mas a raiz não é lisa, as ondulações nos fios começam nela e vão até as pontas. Pode formar uns cachos beeem largos, mas nada com uma definição tão grande.

 

Aprenda como finalizar

Uma das grandes dificuldades das onduladas é aprender a finalizar os cabelos. Quando a gente não entende que os fios precisam de estímulo pra ondular, a ideia é apenas passar um leave in ou creme para pentear qualquer e deixar os cabelos secarem. Se você for ondulada e fizer isso, certamente os fios vão armar e encher de frizz, por isso é fundamental saber como finalizar o cabelo ondulado.

Existem algumas técnicas pra ajudar na finalização e as duas que eu mais gosto são: fitagem e a rake and shake. Como imagens valem mais que mil palavras, trago dois vídeos pra ajudar vocês:

Procure produtos para o seu tipo de fio

E para finalizar, não esqueça de procurar produtos que são específicos para o seu tipo de cabelo. Não adianta usar finalizador para cabelo liso e tentar ondular os fios ou usar um produto para cabelo tipo 4 por exemplo.

Os cabelos tipo 2 precisam de produtos que sejam leves e não pesem tanto nos fios, geralmente os cremes tem menos óleo em sua composição pra não pesar rápido nos cabelos. A dica é ficar de olho nas embalagens, finalizadores do tipo 2 tem escrito 2abc escrito. ;)

Eu estou em transição capilar, meu cabelo é tipo 2, creio que seja 2bc, mas preciso esperar a transição acabar para ver como ele vai ficar depois. Trarei em breve um post com finalizadores pra cabelo tipo 2, pra ajudar vocês. :)

Espero que tenham gostado das dicas, qualquer dúvida só jogar nos comentários!

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook |

 

Cabelos

Vamos falar de curvatura dos fios do cabelo?

A Nary já falou aqui no Chat Feminino sobre cronograma capilar, deu dicas de produtos mara pros fios e máscaras baratinhas de hidratação, nutrição (e umectação) e reconstrução para ninguém reclamar que não tem dinheiro pra fazer, maaaaaas se você não souber a curvatura dos seus fios você pode não estar aproveitando 100% o que os produtos podem fazer por você, amiga!

Quanto mais a indústria se volta para o atual nicho de mercado bombado que são os cachos e crespos, mais produtos temos nas prateleiras e alguns deles são específicos para certas curvaturas. Então, é bacana você saber qual o tipo da sua cabeleira para poder mirar exatamente nos shampoos, condicionadores, máscaras e cremes para pentear para que você possa conseguir extrair o melhor resultado possível.

Curvatura dos fios do cabelo

A verdade é: seu cabelo nunca terá apenas um tipo de estrutura de fio. Já vi relatos de gente que possui até 4 tipos de curvaturas (tipo, a da nuca é um, no topo da cabeça que é o que mais recebe a ação das impurezas, outro e por aí vai). Então a regrinha é observar o que predomina. Eu, por exemplo, já identifiquei 3 curvaturas no meu cabelo, mas eu sou predominantemente 3A. E o que é isso? Então vem:

O tipo dos fios e suas subdivisões

Tipo 1 – LISO

no cabelo tipo liso, a curvatura da raiz às pontas, volume e o temido frizz são praticamente inexistentes.

Tipo 2 – ONDULADO:

os cabelos do Tipo 2 podem até parecer para muitos que são cabelos lisos, mas aqui já começam a surgir as primeiras ondas em formato “s” no comprimento e pontas só que a raiz ainda sem mantém lisa. O frizz já começa a dar as caras e é um tipo de cabelo super difícil de modelar. Por possuir ondas, há risco de ressecamento nas pontas. A partir de agora a gente subdivide os cabelos do jeitinho que a gente vê nos rótulos dos produtos. É só manter em mente: quanto mais próximo do A, mais próximo da categoria anterior desde a raiz. Mais próximo do C, mais próximo da próxima categoria.

Tipo 2A: ondulações super leves, pode até passar a impressão de fio liso, mas é possível ver que os fios não são 100% retos.
Tipo 2B: raiz lisa e se vê ondulações em “s” pela extensão dos fios até às pontas.
Tipo 2C: fios mais grossos, ainda de raiz lisa e com ondas em “s” mais marcadas, mas não chega a fazer o cacho.

Cuidados: quem é do Tipo 2 precisa se ligar muito na quantidade de produto para não pesar os fios. Se gosta de deixar as ondas mais marcadas, investir em gel, spray e mousse, sempre amassando para ativar as ondas.

Tipo 3 – CACHEADO:

o Tipo 3 possui cachos definidos e com tendência ao ressecamento já que quanto mais ondinhas e cachinhos, mais difícil a oleosidade natural da raiz chegar às pontas. Dizem que é o tipo mais “chatinho” de se lidar porque não tem uma definição por conta própria e risco de deixar aquele volumão sem forma.

Tipo 3A: cachos maiores, espaçados, alguns bem definidos já em formato de espiral. A raiz pode ser lisa.
Tipo 3B: cachos em espiral mais definidos (alguns mais fechados, outros mais abertos) por toda a extensão do cabelo. Raiz mais ondulada.
Tipo 3C: cachos em espirais fechados, definidos, mais grossos e bem próximos uns dos outros.

Cuidados: as cacheadas do Tipo 3 precisam dar atenção à nutrição dos fios já que devido aos cachos, a oleosidade natural não chega em toda a extensão dos fios. Recomenda-se a técnica da fitagem para ativar bem os cachos dando aquela definição que toda cacheada gosta. Lavagens 3x na semana são o ideal e, se possível, com shampoo sem sulfato (técnicas Low Poo/No Poo) para evitar ainda mais o ressecamento.

Tipo 4 – CRESPO:

o Tipo 4 são os cabelos crespos. Volumão e fragilidade são características visíveis já que tendem ao ressecamento pela dificuldade da oleosidade natural chegar ao comprimento do cabelo.

Tipo 4A: fios bem enroladinhos desde a raiz com cachos apertados. Finos e sensíveis.
Tipo 4B: fios enroladinhos desde a raiz com cachos beeeeem pequeninos e volumão.
Top 4C: fios já em padrão “z”, com cachos super estreitos, bem juntinhos e com encolhimento de até 75% do seu tamanho original.

Cuidados: como é o tipo que mais precisa de atenção no quesito ressecamento, aconselha-se a diminuir as lavagens e, assim como no Tipo 3, investir em shampoos sem sulfato (técnica Low Poo/No Poo). A técnica pé-poo, ou a pré- lavagem, também é recomendada.

Entendendo visualmente

A Nary chegou a postar um álbum no Instagram para mostrar visualmente os tipos de curvatura. Saca só:

Pronto. Agora é hora de correr pro espelho, dar aquela olhada e chegar a um “diagnóstico”. Lembrando que se você está com cabelo detonado, sem forma, vai ser difícil definir seu tipo de curvatura. Se joga no cronograma capilar com produtos liberados para todos os tipos de fios e depois volte a observar os fios.

Fonte: Cacheia
Foto: Shutterstock

Curvatura dos fios do cabelo