Saúde Archives | Página 2 de 24 | Chat Feminino
Por Categoria

Saúde

Saúde

Prevenção do Herpes Labial está na mesa

De uns tempos pra cá acabei descobrindo que minha imunidade está muito baixa. E ficar vulnerável a vírus, gripes e outras doenças como a herpes labial me fez procurar uma alimentação mais saudável.

Por conta de estresse, sol ou baixa imunidade, é possível por exemplo desenvolver herpes simples. Mas a solução para evitar esse incomodo pode estar mais perto do que imagina: na cozinha. Isso mesmo! Segundo recentes pesquisas cientificas, basta balancear a ingestão de alimentos ricos em dois aminoácidos essenciais para o corpo: a arginina e a lisina.

A arginina é usada pelo vírus do herpes simples tipo 1 (HSV-1) para se replicar e assim, eclodir as bolhas. Já a lisina, inibe essa multiplicação do vírus e está sendo utilizada pelos médicos para prevenir a manifestação da doença. Também contribui para diminuir a frequência com que as lesões surgem, a gravidade dos sintomas e o tempo de cicatrização.

Como os dois aminoácidos competem dentro da célula, o aumento da lisina no organismo significa uma queda da arginina, e manter essa relação (mais lisina e menos arginina) é para frear o herpes labial.

Invista em alimentos ricos em lisina

Leite, queijos, iogurtes naturais, carne vermelha, peixes, ovos, frango, algas marinhas.

Evite alimentos com arginina

Chocolate, castanhas de forma geral, gelatina, uva passa, feijão, grão de bico, lentilha, milho, amendoim, soja, semente de abóbora etc.

Não apenas por conta de herpes, mas por causa de outros vírus e bactérias, é muito importante ficar de olho nos nutrientes que estamos ingerindo. E salada não é apenas alface e tomate ;)

 

 

dieta

[Diário da Dieta] – A importância de um nutricionista

Faz 9 meses que estou em reeducação alimentar e acompanhamento nutricional e sempre que alguém me pergunta como estou conseguindo emagrecer com saúde, dou muitos créditos à minha nutricionista, que desempenha um papel de suma importância na minha dieta.

Muita gente pode achar exagero e frescura ter acompanhamento profissional, mas o nutricionista é muitíssimo importante para quem quer perder peso com saúde.

Primeiro devemos esquecer aquela imagem de que o nutricionista vai chegar cortando todos os alimentos do seu cardápio semanal e vai apenas contar as calorias que você deve consumir para emagrecer.

Ele vai entender o seu cotidiano, seus hábitos e suas necessidades, para a partir daí criar um cardápio adequado à sua vida e ao que o seu corpo precisa para que você possa emagrecer, caso emagrecimento seja o seu objetivo. Tem gente que vai ao nutricionista para combater doenças, ganhar massa magra ou apenas para se manter saudável. 

O profissional estuda os alimentos e entende suas características e funcionalidades orgânicas, assim ele poderá passar as quantidades adequadas para o seu dia a dia e também de acordo com o seu próprio gasto calórico.

Não adianta pegar a dieta de outra pessoa e tentar seguir, você não vai atingir as mesmas coisas que aquela outra pessoa porque dieta é algo pessoal e intransferível. ;) 

Se você quer começar uma reeducação alimentar ou mudar hábitos alimentares, procure um nutricionista, ele não é um bicho de sete cabeças eliminador de comidas gostosas da sua vida. 

 

 

dieta

[Diário da Dieta] – Porque eu não tomo mais Herbalife

Em 2012 eu escrevi um post aqui no blog que me rende comentários até hoje. Nele eu comentei que havia começado a tomar Herbalife e hoje eu vim colocar uma pedra em cima do assunto: eu não tomo (mais) Herbalife.

Na verdade já deixei de tomar há anos! Se você me acompanha regularmente aqui ou no instagram vai perceber que nos últimos oito meses emagreci 12kg e mudei completamente de hábitos, faço exercícios físicos regularmente e cortei vários alimentos da minha dieta (embutidos, por exemplo) e vivo uma vida bem mais saudável. 

Alimentação saudável

Algumas das minhas refeições. Todas as fotos estão no instagram @chatfeminino

Acredito que nenhuma alimentação deve ser feita apenas de shake e desde que tomei e relatei no post antigo mencionei que era contra tomar somente o shake como refeição, sem fazer uma atividade física e mudar hábitos alimentares.

Continuo com esse pensamento de que a mudança deve ocorrer de dentro pra fora e ela é feita lentamente.  

Não adianta se matar na academia sem fazer uma reeducação alimentar. Não adianta fazer a reeducação sem alguma atividade física complementar. Não adianta passar a semana comendo regrado e durante o fim de semana chutar o pau da barraca em todas as refeições. Não adianta tomar shake sem se alimentar direito. 

Defendo aqui que comida de dieta não é comida ruim e é super fácil de fazer! Eu mesma preparo minhas refeições e todas são sempre muito saborosas e nutritivas, tudo acompanhado, claro, por uma nutricionista, que sabe exatamente aquilo que o meu corpo precisa para funcionar direitinho.  

Já deixei várias receitas saudáveis aqui no blog que são bem simples de fazer, olha só: 

Pretendo cada vez mais postar receitinhas por aqui. Acompanha o instagram aqui do blog que de vez em quando posto minhas refeições e a receita já vai no post lá mesmo ;) 

E lembre-se, comida num é pra ser pózinho não gente, bora comer uma comidinha de verdade, seu corpo agradece! ;) 

 

Saúde

O desafio de socializar estando “de dieta”

Comer é um ato social, a gente come para socializar. Comemoramos as coisas comendo, fatos, datas, ou pequenos acontecimentos. Tudo gira em torno da comida.

E quando você simplesmente tem restrições? Como manter a vida social sem poder comer tudo?

Não é fácil, mas com o tempo a gente vai acostumando, vendo, lendo o cardápio do restaurante pra tentar fazer alguma adaptação ou até mesmo na esperança de achar um prato mais saudável e dentro daquilo que a gente pode comer.
Eu já consigo dentro de um cardápio de restaurante (ou bar) comum, ver o que posso ou não posso comer, dentro das minhas limitações. E fico muito satisfeita (a maioria das vezes), obrigada.
Ou quando sei que vou pra um local de poucas opções, como antes de sair de casa, simples.

Eu já vi amigas comendo Mc Donalds e não morri por isso, já tinha comido antes e fiquei feliz de estar entre amigas jogando conversa fora.

Mas aí quando a gente pensa que o problema está resolvido, vem o outro problema: a sociedade que nos cerca.
Vejam bem, eu tenho plena consciência do que eu posso comer. E eu posso comer muitas coisas, mas a sociedade não entende, não sabe e o pior: não respeita.

Se você fala que está dentro de uma reeducação alimentar automaticamente você não pode comer nada.
Então, eu posso comer muitas coisas e eu como muito bem obrigada. A minha alimentação é balanceada e muito da saborosa viu?
Passou o tempo que “comida de dieta” era sem graça e sem sabor. 

Falta muita informação e consciência por parte de quem convive com quem faz reeducação alimentar de entender que são algumas restrições mas que não é o fim do mundo.

Se você convive com alguém que faz reeducação, converse com essa pessoa, veja que o universo alimentar dela é bem amplo e tente abrir sua mente um pouquinho para esse mundo, que não tem nada de sem tempero.

Pelo menos eu não passo fome. ;)

Saúde

O que eu aprendi com a reeducação alimentar (até agora)

Eu tento muito não ser monotemática e falar somente sobre a minha reeducação alimentar por aqui, mas o desafio que eu estava participando terminou (tinha um blog pra falar só sobre isso), então o conteúdo vem pra cá. Esse blog reflete muito da minha vida e a RA é grande parte dela, nada mais justo que conteúdo aqui que fale sobre isso né?

O que eu aprendi com a reeducação alimentar

Foto: Shutterstock

 

Já adianto que não estou aqui pra catequizar ninguém, nem julgar ninguém. Cada um é dono de suas escolhas e faz o que quiser da vida. Tá feliz e quer continuar tomando coca cola todo dia? Vai lá amiga. Quer comer salada? Come. Quer dormir o dia inteiro? Dorme. Só não pode reclamar das consequência depois. Esse foi um dos maiores aprendizados que tive nesses sete meses de “dieta”: somos responsáveis e devemos arcar com as consequências das nossas escolhas. Não adianta reclamar que está acima do peso sem fazer nada pra mudar isso. 

Dar o primeiro passo não é fácil, é doloroso e muitas vezes um choque. Seu corpo sente falta do que estava acostumado a comer e desencadeia reações que podem se refletir no seu comportamento. Eu particularmente fiquei mais stressada ainda e confesso, chorei sim por causa de comida. Pode parecer bobo, mas foi a forma que encontrei pra aliviar todas as tensões. Mas não se desespere, depois de um tempo o seu corpo acostuma com a nova rotina. 

Depois que você dá o primeiro passo e continua naquilo ali, isso começa a fazer parte de você. São escolhas que começam a acontecer naturalmente, basta você buscar e encontrar o seu ponto de equilíbrio. Se eu sei que tenho uma festa de aniversário durante a semana, não vou exagerar no final de semana, amo bolo de aniversário e não me privo mais dele. Não como uma mega fatia, mas um pedaço módico me satisfaz. 

Aprendi a hora certa de parar de comer. Eu sempre fui muito gulosa e comia mais do que aguentava e com a reeducação eu percebi que isso só me fazia mal, então perceber quando eu estava cheia foi um grande avanço. Saber a hora de parar é muito importante. 

Aprendi que cada pessoa é uma, cada corpo funciona de uma forma e que a gente deve respeitar os nossos limites e caminhar de acordo com o nosso metabolismo. Não adianta forçar nem se desesperar, tem que aceitar e trabalhar pra melhorar o que precisa ser melhorado. Eu me frustrei várias vezes com o pouco de quilos perdidos no final de cada mês, mas depois aprendi e percebi que o meu metabolismo é muito lento e isso em conjunto com as minhas inúmeras lesões (que me impedem de fazer atividades físicas de alto impacto) fazem com que eu emagreça mais devagar. Paciência. A estrada vai ser mais longa pra mim, tenho que saber lidar com isso sem endoidar. 

Ainda não emagreci tudo que quero (e preciso), mas to bem feliz com os 12kg eliminados desde o começo do meu processo e pretendo continuar emagrecendo de forma saudável, como deve ser. :) 

 

 

Vou continuar postando aqui no blog sobre a reeducação alimentar. Vai rolar uma mudança no plano alimentar e conto aqui quando ele chegar.