Minha percepção sobre Gilmore Girls 9 anos depois | Chat Feminino
Seriado

Minha percepção sobre Gilmore Girls 9 anos depois

Se você passou férias em outro planeta ou apenas não é uma pessoa muito ligada em seriados, cola aqui preu te contar uma coisa: Gilmore Girls vai voltar pra uma temporada em novembro! A Netflix maravilhoser resolveu fazer uma temporada nove anos depois do final da série (terminou em 2007) e em julho ela foi linda e colocou as sete temporadas no catálogo pra pessoinhas como eu que amam a série e já viram tudo, enlouquecerem fazendo maratona e perdendo a vida social também.

Gilmore Girls

Daí que quando Gilmore Girls (vamos chamá-la de GG daqui pra frente tá?) passou na televisão (um beijo Warner Channel) eu tinha praticamente a idade de Rory Gilmore, 14 anos e a minha análise e perspectiva do seriado era toda baseada na idade de uma dela e agora, nove anos depois do fim, eu tenho quase a idade da outra protagonista, a mãe de Rory, Lorelai Gilmore. Mas tá, isso muda o que?

Isso, meus amigos, muda muita coisa!! 

gilmoregirls-gif2

tudo que a gente quer é isso, encontrar uma pessoa legal pra passar o tempo até a gente morrer. não estamos pedindo muito!

Acho que foi assistindo agora que percebi o quanto eu amadureci nesses anos que se passaram. Não que um seriado seja medida para alguma coisa, mas Rory e Lorelai apesar de serem mais que mãe e filha sempre tiveram pontos de vista diferentes em relação à vários assuntos.

Rory, apesar de ser uma adolescente aparentemente mais doce e pacata que as outras, era, como a maioria dos adolescentes, uma menina muito mimada. Não sei como eu achava ela maravilhosa em muitas coisas, percebi o quanto ela é uma personagem pedante e chatinha em vários momentos. Com 16 anos a gente acha que domina o mundo né? E a vida mostra que não é bem assim que a banda toca.

Emily Gilmore te despreza

Já Lorelai, tão enrolada amorosamente, tão mulher segura de si mas que em matéria de relacionamento, meldels, sai de baixo que era sempre uma treta atrás da outra. Não sei, me identifiquei muito, especialmente nesse aspecto aí. risos. Mas falando sério, também me identifiquei com o combo comer porcarias vendo um filme trash ser um bom programa de sexta à noite e dela ser tão avant garde feminista (quando Rory tentou colocar a culpa de Dean na esposa quando ele a traiu, Lorelai deu um sermão maravilhoso!).

gilmoregirls-gif1

eu não gosto de segundas-feiras, mas uma hora elas chegam.

Não sei, achei uma coisa maravilhosa assistir GG na condição de adulta (30 anos, ai meldels) e entender todos os desdobramentos dos acontecimentos e mudar um pouco de visão sobre o que eu tinha assistido há sei lá, há 15 anos?! (GG estreou em 2000)

Acho que a gente deve se permitir mudar de pensamento e evoluir. Conceitos que em 2000 pra mim eram tidos como idiotas, feminismo era um deles, agora, 16 anos depois são altamente fundamentais e fazem parte de quem eu sou. Gilmore Girls foi uma série a frente do seu tempo e vale a pena demais tirar um tempo para assistir as sete temporadas.

Além disso, a série tem altas referências maravilhosas de filmes, livros e música. E também é ótimo entender todas elas hoje, hehehehe.

Se você já tá pelos 30 como eu, veja você vai gostar. Se você tá na adolescência, veja, você vai gostar. Se você já viu tudinho, revê besta! Pega um balde de café e bora esperar a oitava temporada. ;)

ps. Em 2003, quando eu fui pra LA, visitei os estúdios da Warner e contei um pouco como foi ver algumas locações do seriado. <3

BEDA

 

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook | Snapchat: naryleandro

Aproveita e veja também:

Assine a nossa newsletter para receber conteúdo exclusivo e freebies. ;)

Post Anterior Próximo Post

11 Comentários

  • Responder Aninha 4 de agosto de 2016 at 12:09 am

    Nary! Eu ainda não consegui terminar as 7 temporadas, e também, quando assisti pela primeira vez, tinha quase a idade da Rory e achava ela muito fofa, o máximo. Revendo o seriado agora (como tu, com quase a idade da Lorelai), percebi o quanto Rory é chatinha, mimada e etc. Nossa, tem horas que não AGUENTO essa menina, e também GRITEI com o sermão que a Lorelai passou nela quando da traição do Dean.
    Enfim, o seriado fez muito parte da minha vida, e to esperando ansiosamente por novembro, pra ver a “nova temporada”
    Beijão!

    • Responder Nary 4 de agosto de 2016 at 1:35 pm

      O bom é que a gente percebe que evoluiu no pensamento né?! hehehe
      bj!

  • Responder isabelle lima 4 de agosto de 2016 at 1:03 am

    Estou assistindo tudo de noooovo! A Rory no começo gosto bastante, mas depois do Jess ela fica insuportável. Mudou totalmente e teve uma maratona que fiz, que na 5a e 6a temporada me arrastei total devidamente por causa dela!
    Fico louca com as músicas, filmes e livros! HAHAHA
    =***

    • Responder Nary 4 de agosto de 2016 at 1:34 pm

      Rory muiiiiito chatinha né? Tem horas que dá vontade de danar uns tapas nela kkkkkk

  • Responder Loma 4 de agosto de 2016 at 4:33 am

    Eu tava comentando esses dias como tá sendo esquisito ver GG tantos anos depois. Minha perspectiva tá MUITO diferente e o que eu achava o máximo, tô achando irritante – e por ai vai. Nunca tinha reparado como Rory é mimada há anos atrás e concordo contigo. Ela tem essa síndrome de Lucy e se acha super especial, acaba cometendo várias mancadas por causa disso. A Lorelai me estressa atualmente. Antes eu achava uma mãe super descolada e hoje acho irresponsável e mimada também! É birrenta, cria tretas desnecessárias e toma atitudes exageradas por coisas pequenas. O Dean, nossa, que horror! No começo do relacionamento se mostra super abusivo :( O Jess mega dramático. Acho que os únicos que continuei amando foram Sookie e o Luke hahahahaha

    Tô revendo em pequenas doses, porque se eu passar de 3 episódios seguidos começo a ficar nervosa. Mas tá sendo uma experiência bem interessante hahaha <3

    • Responder Nary 4 de agosto de 2016 at 1:33 pm

      Luke sempre melhor pessoa né?! Lorelai tem umas coisas que me irritam (as inseguranças dela em relação a Luke e ela sempre correr pro Cris quando tá #chati), mas me identifico muito com ela em algumas coisas. rs
      Eu to vendo dois episódios por dia mais ou menos. Em novembro espero ter terminado tudo.

  • Responder Glau 4 de agosto de 2016 at 9:42 am

    Concordo plenamente com tudo o que vc disse! O seriado é o mesmo, mas eu sou outra, minha visão mudou… (to na casa dos 30 tb) Muito bom poder assistir novamente.

    • Responder Nary 4 de agosto de 2016 at 11:15 am

      Eu to realmente amando a experiência, acabou sendo um autoconhecimento também!

  • Responder Chell 5 de agosto de 2016 at 11:33 am

    Estou revendo tudo também e eu reparei como a Lorelay é birrenta com os pais kkk não achava ela tão birrenta assim. Rory, nossa, como ela é mimadinha mesmo e como ela acha que todos tem que amar ela. Achei legal rever e perceber como nenhum dos personagens são perfeitos, todos tem seus defeitos e eles estão alí gritando. Muito legal! =D

  • Responder Mohana 5 de dezembro de 2016 at 6:32 pm

    Concordei com tudo!
    A Rory é muito infantil e mimada. Se acha a pessoa mais incrível do mundo. Mas foi insentivada pela família e pela cidade inteira a ser assim. Todos a tratavam como a última bolacha do pacote. Sabe o que percebi vendo pela segunda vez? Que até os livros que Rory lê, e que o pessoal vive fazendo lista por aí, são de qualidade bem duvidosa. Para quem é a grande nerd da literatura ela deixa a desejar nesse aspecto.
    Não gosto nada da Rory, ela não tem nenhuma qualidade para mim. É o retrato da menina riquinha e sem graça. Ainda acho a Lorelay maravilhosa, apesar dos defeitos. O Luke é puro amor também.

    • Responder Nary 6 de dezembro de 2016 at 10:50 am

      Sobre a parte dos livros, eu nem entro no mérito, mas ela realmente acha que o mundo gira em torno do umbigo dela.
      Eu vi o revival e ela continua a mesma. Tenso.
      Amo a Lorelai tbm, melhor pessoa <3

    Responder