Entretenimento Archives | Página 2 de 62 | Chat Feminino
Por Categoria

Entretenimento

Cinema

[Cinema] – O Lar das Crianças Peculiares

Apesar de várias críticas negativas fui ao cinema conferir O Lar das Crianças Peculiares, adaptação do livro “Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares” feita por Tim Burton. Eu confesso que ando meio chateada com as adaptações dele desde que ele mudou completamente a história de Alice no País das Maravilhas, mas resolvi dar uma chance porque o trailler tinha me encantado muito!

Antes da resenha, um breve resumo:

Após a estranha morte de seu avô (Terence Stamp), o jovem Jake (Asa Butterfield) parte com seu pai para o País de Gales. Lá ele pretende encontrar a Srta. Peregrine (Eva Green), atendendo ao último pedido do avô, que lhe disse que “ela contará tudo”. Só que, ao chegar, descobre que o local onde ela viveria é uma mansão em ruínas, que foi atingida por um míssil durante a Segunda Guerra Mundial. Ao investigar a área, Jake descobre que lá há uma fenda temporal, onde a Srta. Peregrine vive e protege várias crianças dotadas de poderes especiais.

Lar das Crianças Peculiares

Eu acho que se você foi ao cinema sem ler o livro pode até curtir a história, que está bem amarrada e com o toque necessário de fantasia e também de coisas ~macabras~. A ambientação do País de Gales é super fiel ao livro, a ilha ficou tal qual eu imaginei, a casa também, idem pros personagens, masssss, ainda assim as expectativas que eu tinha para esse filme eram altíssimas e ele não conseguiu corresponder.

O pior que eles poderiam ter feito foi trocar as personagens principais. No livro é uma, no filme é outra. Não vou falar quem é quem, mas já vendo o trailler a pessoa percebe.

what

Minha cara quando vi que trocaram as personagens principais

Novos personagens apareceram e novas tramas foram criadas. A parte da morte do avô de Jake é resumida, corrida, achei isso bem fraco.
Algumas coisas foram inseridas e o final pra mim foi completamente sem noção e muito, mas muito infantil. Eu fiquei olhando pro filme e rindo, de tão absurdo non-sense que foi.

Eu entendo que era uma adaptação, mas tem limites sabe? rs

Se você não leu o livro, tem bem chances de curtir a história mais do que quem leu. Eu, particularmente, saí meio decepcionada do cinema.

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook | Snapchat: naryleandro

Cinema

[Cinema] – Inferno

Há três anos eu escrevi aqui no blog sobre o livro Inferno (clica aqui pra ler a resenha), de Dan Brown e hoje vim falar sobre o filme, que está em cartaz nos cinemas e assisti esse fim de semana.

Eu fui ao cinema lembrando basicamente o mote principal da história, então não terei como comparar as diferenças existentes entre filme e livro. Já li em alguns cantos que o final foi modificado, mas como não me recordo (eita memória ruim essa minha), não poderei dar minha opinião sobre isso. rs

Inferno filme

Inferno é mais uma história de Dan Brown, com Robert Langdon (Tom Hanks) como protagonista. Dessa vez estamos em Florença, Itália, onde Robert  acorda em um hospital, com perda de memória recente. Ele é ajudado por Sienna Brooks (Felicity Jones), uma médica que trata dele e o tira de lá quando uma mulher misteriosa tenta matá-lo. A partir daí a história se desenrola e fica interessante.

Entramos no mundo de Dante Alighieri e conhecemos mais sobre o “Inferno“, parte 1 da “Divina Comédia“, obra mais famosa do autor. O poema é uma alegoria do que é o conceito medieval do inferno, descrito com nove círculos de sofrimento localizados dentro da Terra. Vários pintores retrataram o poema, como Botticelli e Davi.

No filme a gente viaja por Florença, Veneza e Istambul, que pra mim é sempre uma das partes mais legais de todas as adaptações dos livros de Dan Brown. A gente sempre vê locais estonteantes e muita, mas muita história. Eu que gosto de história, arte e poesia, pra mim é um prato cheio.

Inferno é cheio de reviravoltas, muito drama e um final eletrizante. O filme tem duas horas que cumprem muito bem o papel de entreter. Achei muito bom mesmo!  Se você curte as obras de Dan Brown, recomendo que vá ao cinema ver o filme. ;)

Beijinhos!!!

 

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook | Snapchat: naryleandro

Livros

[Resenha] – O Lado Bom da Vida

Finalmente voltei pro blog e já vim com a resenha do livro O Lado Bom da Vida. Antes de começar a resenha por si só, vim falar um pouco sobre o #blogselivrosum projeto de sete blogueiras que gostam de ler e resolveram fazer um ‘clube do livro’ mensal. O projeto começou mês passado mas eu engoli mosca e não terminei de ler “Como eu era antes de você”, mas em setembro fui aplicada e li o livro proposto. ;) Então vem comigo!

o-lado-bom-da-vida

Sinopse  – O Lado Bom da Vida

Pat Peoples, um ex-professor de história na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele “lugar ruim”, Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um ‘tempo separados’.
Tentando recompor o quebra-cabeças de sua memória, agora repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora. Com seu pai se recusando a falar com ele, sua esposa negando-se a aceitar revê-lo e seus amigos evitando comentar o que aconteceu antes de sua internação, Pat, agora um viciado em exercícios físicos, está determinado a reorganizar as coisas e reconquistar sua mulher, porque acredita em finais felizes e no lado bom da vida.
À medida que seu passado aos poucos ressurge em sua memória, Pat começa a entender que ‘é melhor ser gentil que ter razão’ e faz dessa convicção sua meta. Tendo a seu lado o excêntrico (mas competente) psiquiatra Dr. Patel e Tiffany, a irmã viúva de seu melhor amigo, Pat descobrirá que nem todos os finais são felizes, mas que sempre vale a pena tentar mais uma vez.
Um livro comovente sobre um homem que acredita na felicidade, no amor e na esperança.

Resenha – O Lado Bom da Vida

Não tem como fazer essa resenha sem comparar o livro com o filme, acaba sendo inevitável porque eu vi o filme antes de ler o livro e adianto logo, os dois são bem diferentes.

A história é narrada por Pat, que claramente tem problemas e muitas vezes no início a gente fica confuso sem entender as coisas. Me senti na mente desorganizada do personagem principal, se eu não soubesse o que tinha acontecido (que apareceu no filme) eu teria ficado mais confusa do que eu fiquei lendo, mas com o tempo as coisas vão melhorando.

Confesso que foi uma leitura não tanto agradável, achei o livro esquisito e menos positivo do que pensei que fosse ser sabe? Mas ainda assim é uma leitura que me fez pensar e refletir que toda história tem um lado bom, de tudo que a gente vive a gente tira uma lição, aprende algo. ;)

Recomendo mais o filme que o livro tá? heh

Para ler as resenhas das meninas, acesse o blog delas:

Desejo do Dia | Dona BispaMenos 1 na EstanteMundo da Helen | Nerdivinas | Oxente Menina |  Vaidade Pega

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook | Snapchat: naryleandro

Cinema

[Cinema] – Esquadrão Suicida

Eu já sentei pra escrever essa resenha umas quatro vezes e ainda não consegui definir 100% minha opinião sobre “Esquadrão Suicida“. O filme estreou semana passada no Brasil (confesso que não sei se foi estreia mundial) e eu fui ao cinema domingo pra conferir esse filme que era tão aguardado por mim.

Esquadrão Suicida

Antes de ver o filme eu já tinha visto pela internet inúmeras críticas negativas. Muita gente falando sobre o Coringa interpretado pelo Jared Leto, muita gente falando da Arlequina, muita gente falando que resumidamente o filme era uma grande bosta. Mas eu fui ao cinema mesmo assim, queria ver com meus próprios olhos. rs

Esquadrão Suicida era O filme mais esperado por mim esse ano. Cada novo trailler que saia eu ficava mais ansiosa e animada pra conferir um bando de vilões virando heróis e salvando a cidade. Confesso que o marketing feito em torno da película está de parabéns, muita gente querendo ver o filme, muito burburinho em torno dele, só acho que o filme não correspondeu à toda expectativa criada. Mas antes de sair falando propriamente o que achei do filme, segue uma breve sinopse do Adoro Cinema:

Após a aparição do Superman, a agente Amanda Waller (Viola Davis) está convencida que o governo americano precisa ter sua própria equipe de metahumanos, para combater possíveis ameaças. Para tanto ela cria o projeto do Esquadrão Suicida, onde perigosos vilões encarcerados são obrigados a executar missões a mando do governo. Caso sejam bem-sucedidos, eles têm suas penas abreviadas em 10 anos. Caso contrário, simplesmente morrem. O grupo é autorizado pelo governo após o súbito ataque de Magia (Cara Delevingne), uma das “convocadas” por Amanda, que se volta contra ela. Desta forma, Pistoleiro (Will Smith), Arlequina (Margot Robbie), Capitão Bumerangue (Jai Courtney), Crocodilo (Adewale Akinnuoye-Agbaje), El Diablo (Jay Hernandez) e Amarra (Adam Beach) são convocados para a missão. Paralelamente, o Coringa (Jared Leto) aproveita a oportunidade para tentar resgatar o amor de sua vida: Arlequina.

Pronto, agora vamos lá! O maior ponto negativo do filme, para mim, foi a escolha da Cara Delevigne como a Magia, a vilã do filme. Achei ela sem expressão nenhuma, foi falho, foi feio pra caramba. Poderiam ter escolhido uma atriz melhor, sério. Outra coisa que achei que pecou foi o roteiro em alguns momentos, a gente ficava meio perdido sabe? Muita coisa acontecendo ao mesmo tempo sem explicação, poderia ter resolvido isso de uma forma melhor. No final, o filme ficou meio “raso”.

Encaro Esquadrão Suicida como uma ponte de Batman vs Superman para Liga da Justiça, parece um filme de ligação entre as duas histórias que tinha tudo pra ser um sucesso absoluto, mas no final o marketing fez seu trabalho brilhantemente e o filme não foi à altura.

Mas não achem que só teve coisa ruim não! Viola Davis está incrivelmente maravilhosa como sempre. É muito massa vê-la fazendo papéis fortes, a mulher nasceu pra isso. #GirlPower A Arlequina e o Pistoleiro salvam o filme, os dois estão realmente maravilhosos. Will Smith arrasou muito, achei que o personagem dele foi explorado na medida certa e a gente conseguiu se envolver bem.

As cenas de ação são super legais e os toques de humor são na medida. A trilha sonora merece uma menção honrosa pois: muito boa!

E sobre o Coringa interpretado pelo Jared Leto: achei bom sim, mas claro que não se compara ao Coringa interpretado pelo Heath Ledger.

No final, é um filme bom sim, se você for ao cinema com as expectativas baixas. ;)

Ah, fiquem até depois dos créditos, tem uma cena extra e olha, ela é bem legal!
 

BEDA

 

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook | Snapchat: naryleandro

Seriado

11 vezes que Eleven roubou meu coração

Quem já assistiu Stranger Things na Netflix com certeza devorou a série em poucos dias, leu trocentas teorias sobre mundo invertido e morreu de rir com o vídeo da Xuxa. E sobre a Eleven, o que dizer? Bem, ela roubou meu coração e com certeza roubará seu coração também!

mimica

Quando rolou um: “Você gosta mais de estudar ou de batata?”

mimica

Quando eu fiquei com mais medo que ela…

mimica

Quando ela ainda não fala muito, mas sabe usar a mimica como ninguém!

starwars

Quando ela levitou uma nave do Star Wars apenas porque pode.

loira

Quando ela apareceu loira e toda fofa!

bully

Quando ela usou seus poderes para defender seu amigo do bullying.

80s

Quando seus poderes são mais fortes que a tecnologia dos anos 80!

wallfles

Quando ela roubou todos os waffles do supermercado!

bully2

Quando o moleque chato não aprendeu de primeira a lição e ela levou pro pessoal.

bro

Quando ela entrou definitivamente pra turma. Bro!

114ever

E finalmente quando ela salvou o dia… #Eleven4ever

BEDA

Siga nossas Redes Sociais Instagram  Twitter | Facebook | Snapchat: garotaacida