Chat Feminino
Viagem

Dicas para viajar para o exterior

Todo mundo já sabe que viajar pra mim é uma delícia! Montar roteiro, mala, aquela expectativa gostosa! E uma coisa que eu adoro e a internet é uma aliada maravilhosa nesse processo de organização de viagem, a gente encontra muita coisa bacana e hoje resolvi juntar algumas dicas para viajar para o exterior, pra enriquecer mais ainda a pesquisa de vocês na hora de ir pra fora do Brasil. Reuni dicas baseadas na minha experiência pessoal. Tem informações sobre dinheiro, remédios, mala de mão… Coisinhas que muitas vezes a gente esquece e são importantes. ;)
Dicas viajar exterior

Dinheiro

A gente sabe que cartão de crédito é aceito no exterior até no ambulante da esquina, mas ter dinheiro vivo é essencial pra qualquer eventualidade que possa ocorrer. Eu tive um problema com meu cartão na última viagem que fiz e só não fiquei sem fazer compras porque um amigo me emprestou o dele, mas mesmo assim não quis abusar. Tive ódio porque era o dia separado para fazer compras e o cartão resolveu não passar e eu não consegui falar com o SAC do banco. No outro dia passei pra testar e tchanãm, o cartão passou, quase morro de ódio!
Fique atenta ao limite do seu cartão e veja se antes de viajar você precisa ir ao banco e solicitar uso no exterior e por quantos dias, sim alguns bancos precisam dessa ativação mesmo quando o cartão é internacional. Não esqueça que na fatura além do valor da compra vem o IOF, portanto, se você levar em dinheiro vai dar essa economizada. Existem alguns cartões pré pagos, vale também procurar um banco (ou vários) e ver qual a melhor taxa.

Remédios

Não sou hipocondríaca mas comprar remédio no exterior pode ser bem complicado. Nos EUA por exemplo você compra pouquíssimos remédios sem receita médica e uma consulta pra receber essa tal receita é bem cara, então porque não já levar uma farmacinha na sua mala?
Para não utilizar tanto espaço na mala eu tiro todos os remédios da caixa e guardo numa necessaire junto com as bulas de cada um. Para remédios controlados ou com receita precisa levar a receita, é bom sempre verificar junto a cia aérea o procedimento.
Eu sempre levo: Vitamina C, analgésico, antitérmico, remédio de gripe, antialérgico, remédio para cólica menstrual, remédio para problemas de estômago, dramin, colírio, engov, gel para massagem nos pés (gelol ou coisa parecida), band aid e anticoncepcional. Esses já dão para cobrir várias doenças. rs
Perto de viajar começo tomando vitamina c diariamente para não adoecer. Morro de medo de variações de temperatura porque eu adoeço sempre que isso acontece.

Mala de mão

Depois de 11 de setembro implantaram a política dos líquidos com 100ml nas malas de mão em voos internacionais e até hoje tem gente que perde algum produto por não prestar atenção a essa regrinha super importante!
É simples de entender: na mala de mão todos os produtos líquidos e em gel só podem ser levados em recipientes de 100ml que devem ser colocados em sacos transparentes (valem os zip locks ou uma necessaire transparente). Não vale por exemplo se você levar um frasco de 200ml que esteja pela metade, tem que ser de 100ml, ponto final. ;)
Procure miniaturas, algumas marcas já vendem seus produtos minis, mas caso você não ache, basta comprar aqueles potinhos pequenos e transparentes (alguns já vem até numa necessaire transparente) que eles resolvem!
Além dos líquidos eu levo sempre: desodorante (não esqueça da regra, ela também vale pra isso), escova e pasta de dentes, escova de cabelo e uma blusa e calcinha, vai que sua mala é extraviada (esperamos que não, mas né, infelizmente acontece) assim você já tem pelo menos o mínimo para manter a dignidade.

Compras

O exterior pode ser o paraíso das compras, basta você se organizar para fazer compras inteligentes e que realmente valham a pena.
Antes de qualquer coisa, faça uma lista do que você quer comprar. Chegar em uma loja ou farmácia (paraíso dos cosméticos hein!) com uma lista faz você manter o foco naquilo que realmente quer e precisa. Claro que você pode e deve dar uma olhadinha geral, afinal, na gringa tem tanta coisa massa que a pessoa fica doida, mas cuidado para não se perder no orçamento ou ultrapassá-lo logo na primeira loja.
Outra dica interessante é: pesquise os valores dos produtos no Brasil para ver se realmente vale a pena. Na maioria das vezes vale, mas se você vai comprar no cartão não esqueça que: não divide, tem o IOF, você ainda paga um imposto em cima do valor anunciado na etiqueta e fica a mercê do dólar do dia.

Espero que tenham gostado das dicas, são coisas simples que às vezes fazem a diferença.

Beijinhos

You Might Also Like...

2 Comments

  • Reply
    Vy
    30 de julho de 2014 at 9:57 pm

    Agora cartão pré paga a msm taxa de iof de cartão internacional =(

    • Reply
      Nary
      31 de julho de 2014 at 11:17 am

      AFFFFF ninguém merece 6%. Eu vou trocar dolar pq o iof é menor. kkkk

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.