Comportamento Archives | Chat Feminino
Por Categoria

Comportamento

Lady Geek

Inspirações para você fazer seu bullet journal

Eu falei no início do ano sobre os bullet jornals, mais conhecidos como Bujo, e disse que faria um post com inspirações de layouts que achei bonitos e fui guardando. Não sei porque fiquei um tempão com esse post guardado pra postar, acho que acabei esquecendo de organizar direitinho, mas hoje vim com muitas, mas muitas fotos pra você se inspirar e tentar se organizar.

Vem comigo!

Inspirações – Layouts Semanais

Os layouts semanais são os que vão ter suas tarefas da semana, o nome é bem auto explicativo né? Eu gosto sempre de fazer uma coisa bem clean, primeiro porque não sei desenhar, minhas habilidades são baixíssimas e segundo porque não tenho muito tempo pra ficar enfeitando. hehe

Tem gente que põe além das tarefas da semana alguns trackers pra acompanhar alimentação, sono, humor, quantidade de água ingerida, leitura atual e por aí vai. Como o bujo é totalmente customizável para suas necessidades, vale a pena se inspirar e fazer as modificações necessárias para sua vida.

Toda semana eu mudo o layout pra ver qual se encaixa mais pra mim, sigo testando até encontrar o organização que se encaixa nas minhas tarefas. ;)

Inspiração - bullet journal

Inspiração Bullet Journal

 

Layouts Mensais

O layout mensal é um apanhado do mês, geralmente as pessoas colocam as tarefas importantes, as metas do mês, frases de motivação. Algumas pessoas fazem inclusive o calendário do mês e segue sendo aquela coisa: faça o que mais se adaptar pra você. Eu gosto de fazer o calendário e colocar as metas do mês, tudo bem simplão. ;)



Trackers Diversos

Além de planejar seu mês, sua semana e seu dia, com o Bujo dá pra organizar as séries e filmes que você vê, os livros que leu ou quer ler, os seus hábitos, o sono, a dieta, os aniversários. Enfim, as possibilidades de organização são enormes e por isso separei inspirações de trackers diversos que você pode fazer no seu bujo.

Eu morro de vontade de fazer um de séries, livros e filmes,

Eu adoro meu bujo e consigo me organizar muito melhor com ele, mas uma coisa que eu vejo muito é que as pessoas se preocupam demais com o layout dele antes de se preocupar com a função principal que é organização. Eu tenho uma pasta de inspiração pra me guiar em como fazer meu layout, mas não fico pirando se tá feio ou mal feito, piro mais se não consegui realizar minhas tarefas da semana. heh!

Se você tem pinterest, aproveita e segue meu board lá, vivo atualizando ele. ;)

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook

Comportamento

O caminho para o amor próprio é longo

Se amar está na moda. As pautas de empoderamento, aceitação e auto estima estão em foco nas mais variadas mídias. Pessoas e marcas incentivam a auto aceitação, o empoderamento, o se ame do jeito que você é e eu particularmente acho isso lindo, mas um tanto perigoso.

Amor próprioFoto: Shutterstock

O amor próprio nunca nos foi ensinado, nós mulheres sempre olhamos para nosso corpo enxergando defeitos, fomos ensinadas a estarmos insatisfeitas com o que vemos em frente ao espelho. Não estamos prontas nunca e a indústria, as revistas e a grande mídia lucram com isso. Mas porque então é perigoso essa onda na contramão que tenta nos mostrar que nós devemos nos amar independente de qualquer coisa?

Porque no meio de toda essa energia positiva quanto ao amor próprio, pouco se fala do longo e tortuoso caminho que é aceitar cada pedacinho do seu corpo, cada ruga, cada celulite, cada estria e cada pedaço de pele sobrando pela calça, pela alça da blusa ou pelo biquini. Como são torturosas as horas se olhando no espelho e tentando encontrar a beleza que está ali mas que não estamos acostumadas a perceber.

Se amar é lindo e transformador, mas não é da noite pro dia que essa transformação na sua vida acontece, não é uma chave que você liga e “plim” chegou o amor próprio. É preciso paciência, desconstrução e muita resiliência.

É preciso cair algumas vezes, se entristecer, mas resistir e continuar no caminho, porque apesar dele ser doloroso, a recompensa que ele traz vale a pena.

Então, não se culpe por não se amar por completo, mas siga tentando.

 

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook

compras

Já pensou em comprar perucas pela internet?

A internet possibilita muitas coisas legais para as pessoas e uma das mais legais é poder ter acesso a vários tipos de produto a um clique sabe? Eu moro numa cidade que tem uma oferta “limitada” de produtos, nem tudo a gente acha aqui em Natal e poder comprar coisas no conforto do meu lar é uma delícia, além do que, adoro quando o pacote chega. hehe

Já consegui comprar tanta coisa diferente, mas nunca tinha pensado em comprar: perucas! Olha que doido né?

Ja pensou em comprar perucas pela internet?

O Very Hair é um site gringo que vende além de perucas, extensões de cabelo (mais conhecidos como alongamentos) e cabelos para megahair. Tem tanta coisa lá que fiquei impressionada com a variedade de produtos e tipos de cabelos. Além de perucas para que tem cabelo e quer só dar uma mudada de vez em quando (tipo a Kylie Jenner), eles tem também para quem teve queda de cabelo proveniente de procedimentos médicos, como quimioterapia.

Perucas

Perucas para quem tem alopécia ou perdeu o cabelo com quimio ou radioterapia.

Achei bem legal porque dá pra encontrar o que você quiser por lá. Separei alguns modelos pra vocês verem:

Perucas VeryHair.com

Tem mais um detalhe bem interessante, caso você queira se arriscar e comprar uma peruca ou uma extensão, o frete é grátis para o mundo todo!

Beijinhos!

 Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook

Comportamento

Miss Canadá e os padrões de beleza

Domingo foi um dia, digamos que tumultuado, na internet. Teve eliminação no BBB, SAG Awards e Miss Universo. Confesso que não vi nenhum dos três mas foi impossível passar o dia de ontem imune aos comentários sobre os três assuntos e o que me chamou mais atenção foi toda a polêmica envolvendo a Miss Canadá, Siera Beachell.

Siera é linda, glamurosa, alta e para vários jornalistas é gorda.

Siera Bearchell - Miss Canadá 2016

Veja bem, essa moça acima foi chamada de gorda e os apresentadores da Band, emissora que transmite o concurso no Brasil, disseram que ela estava ali para preencher cotas. Inclusive, essa moça “gorda” chegou no top 9 da competição, mais longe que a nossa Miss Brasil (que é maravilhosa também viu?).

O que eu fico me perguntando é como estamos reproduzindo esses padrões irreais de beleza onde mulheres maravilhosas são chamadas de gorda porque não terem apenas pele e osso, como a maioria das misses? Como ainda em 2017 esse padrão é reforçado em um canal de tv aberta e colocando na cabeça de milhares de meninas que você só é bonita se vestir 36, se sua barriga for chapada e não importa como você chegou nesse peso? Porque implicitamente é isso que é dito, que vale tudo pela magreza, que você deve sim ser igual as misses dentro do padrão e não importa como você alcançou aquele peso, o que importa é que você chegou nele.

Todas as misses estão tão magras que uma mulher de corpo normal parece gorda. E você não pode ser gorda. É feio, te taxam de preguiçosa desleixada que não se cuida.

Siera foi perguntada por repórteres como ela se sentia sendo mais larga que as competidoras do concurso e a resposta dela foi incrível:

“Fiquei quase sem palavras. Pensei: Como me sinto por ser eu mesma?’. Como sentir-se confiante para ser quem eu sou? Como é cumprir o meu sonho de representar o Canadá no Miss Universo? Como é a sensação de ser uma modelo para tantas jovens mulheres que lutam para encontrar alguém para se inspirar? Como é a sensação de redefinir beleza?”.

A resposta dela foi um sopro de alegria no meio de tanta gente preconceituosa. Que a gente se inspire mais em mulheres como Siera.

Você mulher pode ser quem você quiser, não importa o tamanho do seu manequim, se você se sente bem dentro do seu corpo, isso que importa. ;)

 

 

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook

 

Lady Geek

Bullet Journal, o que é e como começar um

Você provavelmente deve ter visto algum bullet journal por aí, os bichinhos estão aparecendo cada vez mais, especialmente entre as amantes de papelaria (o pinterest tem muita foto deles) e desde o ano passado vinha querendo montar um pra mim, até que decidi que esse ano não usaria agenda, mas sim um BuJo (abreviação de Bullet Journal) e vim aqui explicar melhor o que é e como faz pra ter um. ;)

Bullet Journal – O que é

O bullet journal é um sistema de organização, criado pelo designer Ryder Carroll, que começou a organizar suas tarefas em papel e identificá-las com ícones (bullets em inglês). O método dele está todo explicado em seu site: www.bulletjournal.com.
Mas resumindo, o BuJo é um caderno/agenda de tarefas que você faz pra se organizar.
Bullet Journal

O Bujo acima é do próprio Ryder Carroll, as duas páginas representam o resumo do mês de julho/2014 com as tarefas que ele tem pra fazer. Cada ícone representa uma coisa diferente. As bolinhas são compromissos, caixinha de ‘check’ para tarefas, hífen para informações importantes, asteriscos são as prioridades e exclamação para o que você tem que prestar atenção.

Está confuso? Eu também fiquei quando li sobre a primeira vez, mas uma coisa que eu aprendi foi: você não precisa fazer o seu BuJo igual ao de todo mundo, escolha o melhor método para você! O importante é fazer as listas de tarefas e se organizar.

O que eu faço são layouts semanais em duas páginas e coloco todas as tarefas dos dias organizando em listas. Comecei o meu bujo na segunda semana de janeiro e fiz o mês de janeiro e fevereiro de uma vez só. Antes de começar os meses, muita gente cria ‘trackers’ com metas para serem cumpridas durante o mês/ano/semana. Tem tracker de ida à academia, seriados vistos, filmes vistos, livros livros e até para economizar dinheiro. Dá pra fazer muita coisa com o seu Bullet Journal!

Bullet Journal e Planner – duas coisas diferentes

O planner geralmente é uma agenda que já vem fechada, impressa e organizada e os BuJos você mesmo quem monta, essa é a principal diferença entre os dois e que muita gente confunde. Os dois são formas de se organizar, você escolhe a que mais se adapta à sua vida. ;)

Bullet Journal – Materiais

 

Um caderno e uma caneta. Esses são os materiais que você precisa para começar o seu Bullet Journal. Muita gente indica usar caderno quadriculado ou pontilhado porque fica mais simples pra escrever, mas eu comecei com um moleskine que tinha encostado em casa e estou me virando bem com ele. Uso canetas stabilo, pois amo/sou e comprei duas Fiber Castell fine pen, mas pra escrever as tarefas eu uso uma compactor 07, que não transfere e amo.

 Eu abri um board no Pinterest cheio de inspirações pra Bullet Journal. Ainda vou trazer outro post só com inspirações legais e fáceis pra você fazer com o seu.

Beijinhos!

Siga nossas Redes Sociais ⇒ Instagram  Twitter | Facebook